Neonazismo: brasileiros formam rede com estrangeiros

neonazismo-brasileiros-formam-rede-com-estrangei-1

A antropóloga e pesquisadora Adriana Dias, da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), que acompanha o ativismo online de grupos de intolerância do Brasil e do exterior desde 2002, confirma os vínculos internacionais de neonazistas no Brasil e frisa que muitos são braços de grupos com forte presença nos Estados Unidos e na Europa, entre eles, Combat 18 e Kombat Rac (de Rock Against Communism, ou rock contra o comunismo, no inglês, em oposição a grupos de rock contra o capitalismo).

> Leia a matéria na íntegra aqui:

https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2017/09/06/neonazistas-do-brasil-formam-rede-com-grupos-do-exterior.htm

agência de notícias anarquistas-ana

pardal no fio
ouve o telefone
mas não dá um pio

Carlos Seabra

One response to “Neonazismo: brasileiros formam rede com estrangeiros”

  1. Durruti

    Já passou da hora dos antifas pararem de picuinhas e se organizarem no Brasil. Enquanto discutimos o sexo dos anjos os nazis e fachas estão galopando…

Leave a Reply