Solidariedade, anarquistas são alvos da repressão na Rússia

solidariedade-anarquistas-sao-alvos-da-repressao-1

Entre os dias 5 e 12 de Fevereiro acontecerá a semana de solidariedade aos anarquistas reprimidos naquele país

Em outubro de 2017, em Penza (Rússia), seis anarquistas e antifascistas foram presos por oficiais do Serviço de Segurança Federal (FSS) acusados de criar um grupo terrorista. Ademais, nessa época o período de apreensões em casas de anarquistas e antifascistas começou por toda a Rússia. Os objetos de atenção do Serviço de Segurança foram pessoas diferentes em cidades absolutamente diferentes. Finalmente, uma nova onda de detenções foi lançada em janeiro de 2018. O antifascista Victor Filinkov foi sequestrado pelo Serviço de Segurança em São Petersburgo. Os oficiais do Serviço de Segurança Federal estiveram torturando-no na floresta fora da cidade. Eles disseram a Victor que admitisse sua participação em um grupo anarco-terrorista fictício. Incapaz de suportar a tortura, Filinkov foi forçado a se incriminar e agora está em isolamento temporário. O advogado de Filinkov afirma nunca ter visto danos e sinais de tortura tão claros em sua luta contra abuso policial.

Há outro antifascista alegando tortura em São Petersburgo. Ilya Kapustin também foi ameaçado por oficiais da FSS, mas se recusou a se incriminar e posteriormente foi solto após pagar fiança. Não havia provas da existência do grupo anarco-terrorista, apenas a confissão sob tortura de Victor. Mesmo assim, a polícia está fazendo de tudo para forçar pessoas a confirmar a existência de um grupo fictício chamado ‘Net’, inventado pela FSS. Os oficiais afirmam que a organização tem diversas células em toda cidade. Isso significa que a situação ocorrida em São Petersburgo será observada em outras cidades russas em breve.

Obviamente, tudo que está acontecendo em nosso tempo é uma tentativa de expurgar movimentos anarquistas antes das Eleições Presidenciais de 2018. Em anos recentes pudemos ver como o movimento anarquista aumentou suas atividades após as repressões no ano de 2012. Essas repressões têm o fim de intimidar as pessoas e esmagar o movimento anarquista russo.

Nesse caso, é necessário mostrar que não estamos com medo e não podemos ser destruídos pela força. De outra forma, as repressões serão usadas todas as vezes que o movimento anarquista chamar a atenção do FSS. Devemos mostrar a eles que quanto mais fortes as repressões, mais furiosa será nossa resistência. Agora é importante dar suporte aos prisioneiros, impedir a continuidade da ‘caça às bruxas’ e dar publicidade global a esse evento.

Chamamos por uma campanha de solidariedade aos anarquistas reprimidos, do dia 5 a 12 de Fevereiro.

Organizem ações de rua diversas, noites de solidariedade, distribuam informações na mídia e na Internet. Façam tudo que puderem pensar e implementar.

A única arma com a qual podemos enfrentar o terror é a unidade e solidariedade uns com os outros. Sem estas duas coisas seremos esmagados um a um por esse monstro.

Estamos prontos para providenciar espaço para publicações e ações de solidariedade, apenas contate-nos (em inglês) no e-mail media_ns@riseup.net.

O endereço para cartas de solidariedade:

para VIKTOR SERVEEVISH FILINKOV,

UL. SHPALERNAYA, D.25

G. SANKT-PETERSBURG,

191123, RUSSIAN FEDERATION

Apenas cartas de PAPEL.

Arrecadações:

Paypal

abc-msk@riseup.net (Atenção! Enviar com a tag ‘205’)

Tradução > Chuva de Fogo

agência de notícias anarquistas-ana

Cercada de verde
ilha na hera do muro:
uma orquídea branca.

Anibal Beça

Leave a Reply