Estado chileno assassina índio mapuche Camilo Catrillanca

estado-chileno-assassina-indio-mapuche-camilo-ca-1

O Estado terrorista chileno, e seu comando selva, assassinou de forma vil, com um tiro na cabeça, em 14 de novembro passado, o companheiro mapuche “Camilo Castrillanca” durante uma operação em terras da província de Araucania.

Camilo era um jovem indígena de apenas 24 anos que lutava por um wallmapu livre de autoridade, desigualdade e guerra de estado; como muitos mapuches, ele queria esses outros mundos possíveis e nessa curta caminhada, recuperou sua ancestralidade e conexão com a Mãe Terra.

Esse tiro, que terminou com a sua vida, não poderá, no entanto, desmoralizar este povo guerreiro que continua firme em sua luta contra os latifundiários, o capital e o Estado pois são, esses males, que historicamente se apropriaram de suas terras para explorá-las e entregá-las a multinacionais florestais e hidroelétricas.

Por isso, hoje mais do que nunca, a resistência Mapuche é reivindicada pois o poder não poderá cortar todas as flores e muito menos acabar com elas, de fato, muitos Camilos nascerão para seguir pelos caminhos dignos da insurreição social, da autonomia e da liberdade.

Abaixo todos os Estados e seus corpos repressivos!

Viva a justa luta milenar do povo mapuche!

Se sente, se ouve, arriba as que lutam!

Domingo, 18 de novembro de 2018

Rebeldía Contrainformativa

agência de notícias anarquistas-ana

Parece esculpida
Na noite misteriosa:
A coruja no galho.

Helvio Campos

Leave a Reply