[Espanha] Arte Anarquista Par a Par (P2P)

Ultimamente podemos ver como nossa história e construção simbólica são reapropriadas pelo capital. Produzir filmes e séries de televisão sobre “anarquismo” ou transfigurando a imagem anarquista em meros mártires.

Com a fonte de produção em nossos bolsos.

Nos últimos anos a construção simbólica pode ser reapropriada, novamente, pelo povo como: os jornais anarquistas, cartazes e revistas do início do século XX. Temos que sair da passividade para produzir nossas próprias obras de forma colaborativa. O trabalho não é maior do que o que fazemos olhando e publicando fotos e dando “likes” ou re-publicando. É mais divertido e podemos fazê-lo com o mesmo grupo de afinidade.

É hora de pegar as disciplinas artísticas mais populares do nosso tempo (animação, videogames, séries) para produzir arte anarquista.

Somos usados na rede: em vez de usuários somos usados para publicar e republicar em redes de vigilância social, quando nosso trabalho termina, nosso segundo trabalho começa, caso contrário, fazemos os dois ao mesmo tempo.

Não mais:

• Redes que pedem seu nome “real”.

• Redes que exigem nosso número de telefone. Se eles têm o seu número de telefone, eles sabem onde você está o tempo todo.

Se apagar sua conta é muito difícil: a utilize como uma ferramenta para espalhar nossas ideias: mantendo-se longe o quanto puder dessas infames redes de vigilância social. Isto é, não vamos publicar mais do que links para outras redes mais justas e livres. Não produza nada nas redes sociais, apenas espalhe links.

Ação direta

É hora de pegar as disciplinas artísticas mais populares do nosso tempo: animação, videogames, séries, filmes, etc. para produzir arte anarquista, ou melhor, nossa construção anarquista simbólica.

Sempre de modo livre e P2P

Precisamos usar software livre, se o programa de computador que usamos não sabemos o que tem dentro, o mais provável é que nos espie e controle. Essa espionagem e controle podem ser sutis, mas existem!

Uma rede horizontal: Deixe a rede monitorada pelas empresas, não mais grupos “privados” em tal rede de vigilância social, é o tempo do P2P, ou seja, programas gratuitos que usam a internet de forma horizontal, comunicando-se uns com os outros *sem intermediários e propondo-nos não como usuários usados, mas como grupos que compartilham informações de forma colaborativa.

Exemplos:

• Qtox nos permite conversar ou dialogar de modo par a par no modo criptografado e sem que os servidores espionem o que dizemos.

• Syncthing nos permite compartilhar projetos de trabalho para poder produzir coisas em grupo.

Em nosso tempo “livre”, em vez de usar redes de vigilância social, podemos usar esse tempo para escrever, desenhar, pintar, gravar ou editar curtas-metragens, séries, filmes de tamanho médio ou até mesmo filmes.

A câmera de muitos celulares tem quase a mesma resolução que as câmeras profissionais e o custo cai ano após ano. Os computadores usados para jogar têm a capacidade de editar vídeos de alta qualidade.

Alguns programas gratuitos:

• Textos: LibreOffice

• Imagem: Gimp, Inkscape, Krita

• Som: Audacity, Ardour

• Animação: OpenToonz, Synfig Studio, Blender

• Edição de vídeo: Kdenlive, Blender

Para citar alguns exemplos de software livre que podem criar trabalhos de alta qualidade sem custo ou espionagem.

Difundir para todo mundo

Não vamos apoiar o novo modelo capitalista que nos vende coisas intangíveis: séries, filmes, música, jogos, software, etc. estes custam quase zero, e eles os vendem para nós. Apoiar esse modelo é perpetuar o capital por mais milhares de anos.

Em vez de pagar, a expropriar, existem programas como o Popcron-time que nos permitem assistir séries e filmes ajudando a comunidade compartilhando-os. Redes como Torrent e eD2k que nos permitem compartilhar em vez de pagar.

Para divulgar os vídeos, há também métodos P2P, como por exemplo, *PeerTube, que nos permite compartilhar vídeos usando o Torrent.

Para contar sobre o projeto, espalhar desenhos, desenhos animados ou textos, o WordPress não é P2P, mas pode ser autogerenciado ou gerenciado por grupos anarquistas (noblogs.orgespivblogs.net)

Assim, a partir de qualquer computador ou telefone celular, sem muito esforço, ou o necessário, se pode produzir as obras modernas que expressam nossa visão como um anarquista da anarquia, da nossa história e futuro.

VIVA a anarquia!

Fonte: http://alasbarricadas.org/noticias/node/40863

Tradução > Liberto

agência de notícias anarquistas-ana

O rio de verão —
Que alegria atravessá-lo
De sandálias à mão.

Buson

Leave a Reply