dezembro 26th, 2018

You are browsing the archive for dezembro 26th, 2018.

[Espanha] Entre as estantes da ideia libertária. Crônica da XVI edição do Encontro do Livro Anarquista de Madrid.

[Espanha] Entre as estantes da ideia libertária. Crônica da XVI edição do Encontro do Livro Anarquista de Madrid.

por Angel Malatesta | 15/12/2018 Durante os passados dias de dezembro, entre a quinta-feira 6 e o domingo 9, aconteceu a XVI edição do Encontro do Livro Anarquista em Madrid, que esteve localizado no espaço anteriormente conhecido como CSO La 13-14, atualmente renomeado como Ateneu Libertário de Vallekas. Já são dezesseis as edições que conseguiram manter continuidade este evento […]

[França] Lançamento: Resistir à militarização. O Grupo de ação e de resistência à militarização. Lyon 1967-1984.

[França] Lançamento: Resistir à militarização. O Grupo de ação e de resistência à militarização. Lyon 1967-1984.

Criado em 1967 por alguns militantes experimentados – as convicções desses homens e mulheres eram, de maneira preponderante, pacifistas, não violentas, cristãs ou socialistas – o GARM (Grupo de ação e resistência à militarização) se enriqueceu com o espírito libertário do Maio de 68 e da contribuição de numerosos jovens. Ele mobilizou centenas de membros […]

[Peru] Pronunciamento anarcofeminista contra a xenofobia e o patriarcado. Nem fronteiras, nem bandeiras!

[Peru] Pronunciamento anarcofeminista contra a xenofobia e o patriarcado. Nem fronteiras, nem bandeiras!

A chegada de migrantes venezuelanos produziu um arcaico sentimento patrioteiro e nacionalista em diversos setores da sociedade peruana, que se vê traduzido em xenofobia, intolerância e racismo contra as pessoas recém chegadas. Um discurso inaceitável entre ativistas e coletivos que aspirem a construir uma sociedade menos violenta contra as pessoas mais vulneráveis. Por isto, as […]

[Itália] Antimilitarismo: uma questão feminista

[Itália] Antimilitarismo: uma questão feminista

Em 2018 o militarismo parece não ser um problema muito atrativo para quem se dedica à igualdade de gêneros e a reivindicações identitárias, mas acredito que, por outro lado, deve ser para quem luta a partir de uma perspectiva feminista ou transfeminista. Os exércitos dos Estados ocidentais são um exemplo de democracia, pelo menos de […]

[França] Lançamento: "Dez pequenas anarquistas", de Daniel Roulet

[França] Lançamento: “Dez pequenas anarquistas”, de Daniel Roulet

Apresentação Suíça, fim do século XIX. Em Saint-Imier, se vive entre miséria e exploração, entre estábulos e uma indústria relojoeira ainda incipiente. A visita de Bakunin, cheio do ardor da Comuna de Paris, desperta a ideia de que uma outra vida é possível. Dez jovens mulheres fazem a aposta insensata de construir, do outro lado […]

Vídeo: Criptografar para libertar: 1ª Criptofesta do Alto Tramandaí

Vídeo: Criptografar para libertar: 1ª Criptofesta do Alto Tramandaí

Para promover a segurança digital e a privacidade através da criptografia, foi organizada a 1ª Criptra (Criptofesta do Alto Tramandaí) que aconteceu em Maquiné, no Rio Grande do Sul, em dezembro de 2018. >> Assista o vídeo (02:40) aqui: https://vimeo.com/307940316 antimidia.noblogs.org Conteúdo relacionado: https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2018/12/13/neste-sabado-15-12-acontece-a-criptofesta-do-alto-tramandai-em-maquine-rs/ agência de notícias anarquistas-ana descansar na tua paz (é tudo azul […]

[Curdistão] YPJ International: Turquia e Daesh duas caras diferentes do mesmo inimigo

[Curdistão] YPJ International: Turquia e Daesh duas caras diferentes do mesmo inimigo

“Defendemos o norte da Síria e Rojava porque defendemos um mundo sem fascismo e patriarcado”. YPJ (Unidades de Defesa das Mulheres) Internacional emitiu um comunicado sobre a guerra genocida do estado turco e recentemente aumentou os ataques contra os kurdos e o Kurdistão. O texto completo da declaração da YPJ Internacional diz o seguinte: “Erdogan […]

[Espanha] Lançamento: Anarqueologia. Foucault e a verdade como campo de batalha, de Maite Larrauri

[Espanha] Lançamento: Anarqueologia. Foucault e a verdade como campo de batalha, de Maite Larrauri

Quem pode não aceitar uma dedução racional, uma evidência apoiada em um consenso universal, uma identificação baseada no sentido comum? Só os loucos. E a loucura constituiu para Michel Foucault um de seus primeiros objetos de estudo. Em 1961 publicou História da loucura na época clássica. No entanto, o problema que apaixonava Foucault estava longe […]