[Espanha] Ser antifascista não é delito

No passado 23 de abril de 2016 aconteceu um ato de 3 partidos de extrema direita com o partido ultradireitista alemão Pegida como convidado de honra. Em resposta, se programou uma manifestação antifascista para mostrar rechaço ao ato.

Na sequência, o presidente do partido PxC, e posteriormente de Respeto, apresentou uma demanda contra um dos companheiros que se encontrava na manifestação; o acusa com nomes e sobrenomes de um delito de ódio (pelo qual pede 2 anos de prisão) sem que ele estivesse presente no momento dos fatos, e com testemunhas pouco confiáveis.

Esta manifestação contava com uns 100 policiais (entre eles antidistúrbios, polícia secreta…) e ao redor de 50 manifestantes. Em nenhum momento se o detiveram nem o identificaram, e passado uma semana do ato, chamam o companheiro a depor ante o juiz. O companheiro é filiado e militante da Federação Comarcal da CGT Baix Penedès.

Desde a CGT Baix Penedès pedimos a todos os filiados a máxima solidariedade com o companheiro Manel no julgamento de 23 de maio às 10 horas na rua Sant Antoni Maria Claret Nº 20.

Se há ódio, este é criado pelas organizações como PxC e Respeto.

ANTE O FASCISMO NEM UM PASSO ATRÁS!

NOS TOCAM A UMA, NOS TOCAM A TODAS!

Em Calafell, 17 de maio de 2019.

Fonte: http://rojoynegro.info/articulo/agitaci%C3%B3n/ser-antifascista-no-es-delito

Tradução > Sol de Abril

agência de notícias anarquistas-ana

ao voltar dos campos
abro a porta
e a lua entra comigo

Rogério Martins

Leave a Reply