[Itália] FAI, Bakunin e Ferrer: “O direito à saúde em primeiro lugar”

No porto de Ancona novamente mais uma tragédia de trabalho. Após a morte de um trabalhador, dias atrás, outro trabalhador sofreu um acidente e está em estado grave neste momento.

Um mau começo para um verão que promete ser muito desastroso. Os chacais dos portos fechados retornam, enquanto que substancialmente alguém aprova a pena de morte pelo crime de roubo.

No entanto, enquanto a estratégia de distração continua a nível nacional, os problemas reais deste país estão se agravando: pensões, ocupações, segurança (no trabalho), educação e… saúde pública. Eles fazem escola. Os cortes nos cuidados regionais de saúde continuam e se tornam ainda mais insuportáveis em um período muito delicado como o do verão, que sempre viu as necessidades de férias do pessoal, o aumento dos problemas de saúde para as pessoas mais frágeis e a inundação de serviços, entre redução da oferta e aumento da demanda.

O conselho regional previu quase 7 milhões (6.831.246) em cortes, cujo peso maior (4.415.420) será suportado pela Área Vasta 2, a saúde pública da província de Ancona.

Em suma, significa que perderemos dezenas e dezenas de empregos, que os serviços e departamentos serão fechados, que as férias não vão recuperar nem o estresse acumulado… para sair de férias.

E isso acontece em uma região onde a mortalidade no trabalho é frequente e está se tornando uma constante. Onde filas e listas de espera, prestações e serviços são cada vez mais expressões de injustiças sociais que se tornam um sistema.

Diante de tudo isso, a comunidade há muito vem tentando se defender contra vários abusos. Pontualmente surgem comitês que se levantam em defesa da saúde pública: em Fano e Fabriano, em Chiaravalle e na região de Pesaro, e agora também em Jesi. De nossa parte, estaremos sempre do lado daqueles que lutam pelo direito à saúde e contra qualquer tentativa de roubar o bem-estar italiano construído com lutas e, acima de tudo, a taxação dos empregados, e não dos tolerados sonegadores fiscais.

FAI – Federação Anarquista Italiana

Grupo “Michele Bakunin” – Jesi

Grupo “Francisco Ferrer” – Chiaravalle

Fonte: https://www.vivereancona.it/2019/06/20/fai-bakunin-e-ferrer-il-diritto-alla-salute-prima-di-tutto/735291/

Tradução > Liberto

agência de notícias anarquistas-ana

No ninho do sabiá
há quatro bocas
que não param de piar

Eugénia Tabosa

Leave a Reply