[Alemanha] Berlim: A luta pelo Liebig34 vai mais longe

A decisão dos tribunais pelo despejo do nosso projeto de convivência anarco-queer-feminista terá lugar em 20 de Setembro de 2019. Padovicz [o proprietário] quer-nos fora da casa, enquanto os políticos tentam manter nossas bocas fechadas. Ambas as partes esperam uma decisão final na justiça. Não deixaremos que nenhum homem decida sobre o futuro de nosso projeto anarco-queer-feminista, porque simplesmente ninguém deve decidir sobre nós, somente nós mesmas.

As últimas semanas em Nordkiez

Ultimamente a presença dos policiais em nossa vizinhança aumentou maciçamente. Helicópteros sobrevoam nossos telhados diariamente e todas as noites. Múltiplas vans policiais atravessam nossas ruas e identificações estão se tornando parte de nossa normalidade diária.

Além disso, recentemente, durante uma de nossas festas autogestionadas na vizinhança, nas quais as crianças participaram, os policiais reagiram de forma agressiva, tentando arruinar nosso dia. Várias pessoas simpáticas ao nosso projeto foram presas e colocadas sob custódia. As prisões dessas amigas foram muito violentas e sexistas. Seja tomando café da manhã do outro lado da rua ou jantando em frente de nossa casa, os policiais sempre encontram maneiras de nos intimidar. O sistema estatal tenta nos silenciar de todas as formas possíveis. Consequentemente, enfrentamos um confronto diário com a polícia. De qualquer forma, nós não deixamos que sua provocação nos faça retroceder ou reduzir. Nos encoraja a resistir.

Estamos cientes de que seu comportamento violento é uma reação pura à nossa mobilização e união na luta contra a gentrificação, o patriarcado e o capital. Tudo isso nos mostra que nossa luta contra “a cidade dos ricos e poderosos” está efetivamente começando a preocupar o sistema.

Uma olhar para o nosso futuro

É importante não permitir que nos retirem para Dorfplatz e do bairro, mas mostrar uma presença efetiva, agitada, mudando a vida e o verão nas ruas de Berlim. Fiquemos juntas. Vamos mostrar a Padovicz e a todos o que pensamos de sua data para o julgamento agendado. Seja criativo e nos apoie com ações solidárias. Além disso, é essencial se concentrar não apenas no dia do despejo do Liebig34, mas também ações descentralizadas podem acontecer em qualquer lugar e hora. Nós não seremos expropriados de nossos desejos e convicções quando nossa casa estiver desocupada. A luta contra o capitalismo e o patriarcado não está apenas ligada a um dia ou a um projeto. Vamos criar grupos de feministas rebeldes!

Continuaremos a batalha por uma vida livre de hierarquias, longe do patriarcado e do capitalismo. Para uma sociedade liberada em que os espaços para viver não são mercadorias num mundo de consumo.

Liebig34

>> Junte-se a nós no dia X: https://vimeo.com/325552190

>> Siga-nos em https://twitter.com/Liebig34Liebig

Tradução > Liberto

Conteúdo relacionado:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2018/09/26/alemanha-berlim-liebig34-deve-ficar/

agência de notícias anarquistas-ana

na noite, o vento
vindo cheiroso de ver
madressilvas.

Alaor Chaves

Leave a Reply