[Espanha] Manifestação contra as casas de apostas

Eles lucram. A classe obreira se arruína

As casas de apostas são uma praga nos bairros obreiros. Nos últimos anos se multiplicaram de maneira incontrolada nos distritos com menor renda de Madrid como Puente de Vallecas, Usera, Villaverde ou Carabanchel. Este crescimento se produz nestes bairros após o golpe da crise que implica uma baixa de preço do aluguel dos locais para poder extrair mais benefícios.

As apostas estão se convertendo no vício do século XXI. Este vício começa com apostas pequenas que supõem um gasto mínimo, mas que cada vez vão aumentando mais até chegar a apostar grandes quantidades de dinheiro, consequência da perda de controle sobre si mesmo. Esta conduta viciosa se vê alimentada pela possibilidade de apostar as 24 horas do dia, os 365 dias do ano, em cassinos online. Tudo na construção destes locais está focado para que percamos a noção do tempo, já que não tem luz natural nem janelas. Como resultado de todos estes ingredientes nos encontramos que 30,9% dos jogadores têm menos de 35 anos.

Estas empresas exercem seu poder no estado e nas universidades para legitimar seu direito a roubar a nossa classe mediante o reconhecimento de ócio inócuo à miséria que ofertam seus estabelecimentos. Mas não só influem através de instituições, mas que conquistam a milhares de pessoas através do patrocínio de carismáticos personagens como Carlos Sobera, desportistas como Rafa Nadal e Neymar ou teóricos referências juvenis como o Chojin ou ZPU.

As casas de apostas são outra ferramenta a mais do sistema para manter a classe obreira adormecida e enganada. Tiramos o pouco dinheiro que temos nestes locais com a remota esperança de que um golpe de sorte nos arrume a vida e, por fim, melhorem nossas condições de vida. No entanto, a realidade é que os golpes de sorte não chegam. Saímos dessas casas de apostas com menos dinheiro e ânimos, pensando: “talvez amanhã”. Enquanto isso, os donos seguem esfregando as mãos porque quanto mais “tu perdes, mais eles ganham”.

Por isso dizemos basta. Basta de saquear-nos, de vender-nos ilusões, de degradar nossos bairros, de fomentar trabalho precário, de se aproveitarem de nossa miséria.

É por tudo isto que diversos coletivos, organizações, associações e moradores e moradoras de Madrid convocamos uma manifestação contra estes negócios e o destroço que fazem à vida de milhares de famílias trabalhadoras, no próximo domingo 6 de outubro de Cuatro Caminos a Tetuán às 12 h.

#ApuestaPorTuBarrio

CNT Comarcal Sur

Fonte: http://fcs-villaverde.cnt.es/6o-contra-casas-apuestas/

Tradução > Sol de Abril

Conteúdos relacionados:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2019/07/02/espanha-fora-casas-de-apostas-de-nossos-bairros/

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2019/05/31/espanha-jornada-de-luta-contra-as-salas-de-apostas/

agência de notícias anarquistas-ana

entre os vinte cimos nevados
nada movia a não ser
o olho do pássaro preto

Wallace Stevens

Leave a Reply