[Rússia] Grande protesto em Moscou demanda a soltura de prisioneirxs políticxs

Em torno de 20 mil pessoas se reuniram no último domingo no centro de Moscou para demandar a liberdade de presxs políticxs.

Participantes, cantando “deixem-xs ir”, demandaram um fim a repressão contra ativistas antigoverno, depois que alguns receberam sentenças de prisão de até de 4 anos. Ativistas foram processadxs por fazerem parte de “protestos ilegais” durante o verão com acusações falsas, como violência contra a polícia.

Anarquistas de Moscou se juntaram ao evento com a faica “Liberdade para Prisioneirxs Políticxs-Anarquistas”. O texto do panfleto distribuído pelxs participantes do bloco anarquista dizia:

Nós, anarquistas e socialistas libertárixs, nos juntamos a demanda de parar com casos criminais e administrativos contra manifestantes e libertar presxs políticxs!

Acreditamos que a própria existência de um conceito como umx “presx políticx” reflete mais claramente a imperfeição e injustiça do sistema no qual nossa sociedade está agora envolta: nele, até mesmo as autoridades mais progressistas, esforçam-se para se manterem em suas posições, eventualmente chegando ao conservadorismo e a repressão. Como apoiadorxs de uma democracia não-representativa, mas direta, acreditamos que decisões importantes em relação a organização social deve ser feita diretamente pelxs cidadãs e cidadãos em nível de base (em reuniões gerais offline ou online), onde todas as pessoas têm um direito igual de voto. Para solucionar questões mais globais, a prática histórica desenvolveu uma forma de conselho na qual participam representantes de grupos populares, limitadxs por um mandato imperativo que determina sua voz em determinadas questões (esses conselhos atuaram durante a Revolução Russa, a Espanhola e muitas outras).

Já existem muitas iniciativas de base e movimentos de protestos (não necessariamente declaradamente anarquista) que fazem importantes decisões em reuniões gerais. Com suficiente esforço, este princípio pode ser estendido para todas as esferas da vida pública, fazendo com que estruturas autoritárias centralizadas sejam desnecessárias, incluindo o Estado, o qual nos afronta com a arbitrariedade da polícia e do poder em relação a participantes em protestos em massa.

A atual onda de protestos antigoverno na Rússia, desencadeada pela recusa das autoridades em permitir que alguns políticos da oposição participem nas eleições locais de Moscou, começou no verão, e desde então ganham mais apoio popular e números. Até então, milhares de pessoas foram presas. Não houve prisões durante a manifestação no domingo.

Fonte: https://freedomnews.org.uk/large-protest-in-moscow-demands-release-of-political-prisoners/

Tradução > A Alquimista

Conteúdo relacionado:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2019/06/28/russia-anarquistas-protestam-em-moscou-contra-perseguicao-politica/

agência de notícias anarquistas-ana

Um aguaceiro —
Os pardais da aldeia
Se agarram ao capim.

Buson

Leave a Reply