[Itália] Entrar em greve… para não morrer!

Solidariedade aos trabalhadores italianos que arriscam suas vidas pelos lucros da minoria rica

Rede Sindical Internacional de Solidariedade e Luta expressa apoio aos trabalhadores que estão em greve na Itália. O governo, ouvindo os pedidos de empresários e banqueiros, frente ao drama da disseminação do coronavírus, decidiu fechar pequenas atividades comerciais, bares e restaurantes… mas deixar fábricas, supermercados, shoppings centers e bancos abertos e deixando trens e ônibus ativos. Tudo o que serve aos lucros dos capitalistas!

As grandes burocracias sindicais apoiaram essa política e assinaram um acordo que prevê alguns dias de fechamento de fábricas apenas para torná-las… mais seguras. Todos os cientistas e médicos dizem que o coronavírus se espalha muito facilmente em ambientes fechados, portanto, os trabalhadores que são forçados a ir trabalhar estão ameaçados de morte! O mesmo para funcionários ferroviários, trabalhadores de transporte, etc.

Na Itália já existem mais de 1.200 mortos; os hospitais, que sofreram muitos cortes nesses anos, já estão cheios: mas isto não para a sede de lucro dos capitalistas. É uma vergonha, é a demonstração de como o capitalismo é bárbaro e desumano!

Mas os trabalhadores e as trabalhadoras decidiram entrar em greve e não ir trabalhar. Alguns sindicatos de base proclamaram uma greve por tempo indeterminado. Dezenas de fábricas estão em greve em todo o país, desde siderúrgicas a fábricas de automóveis, da indústria química ao setor metalúrgico. Eles também proclamaram para entrar em greve os shoppings centers, a telefonia, o comércio, etc. Estamos ao lado de todos os trabalhadores em greve na Itália! O capitalismo é barbárie: vamos pará-lo!

agência de notícias anarquistas-ana

dissolve-se a tarde
no alarido das araras
e em flocos de chumbo

Zemaria Pinto

Leave a Reply