[Espanha] Barcelona: O Ateneu Llibertari de Gràcia ante a epidemia do “Coronavírus”

1. É evidente que a epidemia do “Coronavírus” é um fato (seja ou não mais mortífera que a influenza), e sua mortalidade vai aumentar com nossas pessoas idosas, com os grupos de risco e indiretamente com pessoas enfermas de outros males e dos trabalhadores da saúde. Política e eticamente parte da responsabilidade destas mortes é dos mesmos que gestionam os cortes e a privatização da saúde. Não estão preocupados por nossa saúde, só temem contagiar-se e estão se contagiando. Em si os vírus têm algo de nivelador!

2. Pensamos que detrás das medidas e alarmes sensacionalistas para mitigar os efeitos da epidemia está o projeto econômico neoliberal e o programa político autoritário que este necessita. A situação atual foi criada para servir aos diversos Poderes do Estado-Capital mediante a implantação de: primeiro um estado de terror psicológico para desmobilizar todo protesto, segundo um estado de exceção social que isole as pessoas de suas próprias redes de cuidados, e terceiro a anulação de direitos políticos e econômicos das classes populares.

3. Nos parece que esta epidemia está sendo utilizada como em seu momento utilizaram o terrorismo, mas neste caso parece que encontraram um “inimigo”, um “perigo” talvez mais eficaz e universal para o controle e a desmobilização social. Está claro que em muitos lugares, incluída nossa cidade, o medo ao terrorismo não aplacou o conflito social como exemplo temos as mobilizações selvagens da França, que apesar dos diversos alertas vermelhos antiterroristas continuam, ou os movimentos sociais que seguem crescendo em Barcelona apesar do atentado das Ramblas.

4. A epidemia nos põe em risco, inclusive de morte. Como também nos põem em risco os cortes sociais, a privatização da saúde e serviços, a perda de trabalhos, a impossibilidade de pagar as faturas, o ter as crianças em casa e não poder cuidá-las, a perda de liberdades, etc.

5. Também queremos denunciar a super exploração das cuidadoras e trabalhadoras da saúde (em sua maioria mulheres).

Ante a situação atual o Ateneu ajudará no que possa às diversas redes de apoio mútuo, sejam formais ou informais, tentando manter o local como ponto de referência aberto para que as mesmas o utilizem.

Vemos que nestes momentos a auto-organização se faz necessidade e é essencial colaborar com a mesma, apesar de nossas limitações.

O Ateneu, nesta situação, pode ser útil para o apoio mútuo, pois nos sentimos comprometidos em apoiar a nossa gente, seja a que fique enferma, seja a que perca alguém querido, seja confinada ou na perda dos meios de vida pelo capricho dos neoliberais que desmontaram a saúde que agora a população necessita. Portanto, sempre que possamos manteremos o Ateneu como eixo de referência para nossa gente, para nós mesmas, para reforçar as diversas redes de apoio mútuo.

Um abraço e cuidem-se pessoas do povo.

ateneullibertarigracia.wordpress.com

Tradução > Sol de Abril

agência de notícias anarquistas-ana

Na soleira do sítio
a graúna canta
ao silêncio do sol.

Anibal Beça

Leave a Reply