[Canadá] Refeições coletivas: A solidariedade nunca será confinada

Com a pandemia de Covid-19, ainda são as pessoas mais desfavorecidas e vulneráveis que sofrem. Como em qualquer crise, essas pessoas estão suportando o peso do impacto social e econômico destes “momentos especiais”. Muitos estão invisíveis no sistema e não são elegíveis para o Benefício de Emergência do Canadá ou para o Benefício de Emergência para Estudantes do Canadá. Estes incluem pessoas que recebem assistência social e têm de sobreviver com menos de 700 dólares por mês, além de ter acesso a menos serviços devido à pandemia (redução das horas de funcionamento de alguns grupos comunitários, redução da frota de ônibus, ajuda alimentar “de emergência” apenas, etc.). Para o governo, essas pessoas são corpos não produtivos que não merecem assistência. Temos de trabalhar para existir.

Naturalmente, não são apenas aqueles que estão na assistência social que foram afetados pelos impactos da pandemia. Estudantes, trabalhadores com salários baixos que muitas vezes não têm uma reserva financeira, e todos aqueles que já tinham empregos precários e os perderam, etc., também são afetados. Além disso, a economia informal também é afetada, reduzindo a pequena renda de algumas pessoas, como aqueles que coletam centenas de dólares de garrafas vazias para pagar as contas ou outros que mendigam nas ruas para poder pagar o mínimo necessário para comer. Com o medo de contaminação e o quase desaparecimento do uso de dinheiro durante a pandemia, essas pessoas estão com dificuldades para sobreviver.

Há vários anos temos organizado ações que visam fortalecer a rede de solidariedade no centro de Chicoutimi, compartilhar nossas realidades e tentar atender nossas necessidades ajudando-nos uns aos outros. Apesar da pandemia, nunca deixamos de ser solidários. Nossa rede sempre continuou “trabalhando”, embora houvesse muitos medos e a pobreza nos atingisse ainda mais. Continuamos desta mesma forma organizando refeições coletivas com o evento A Solidariedade nunca será confinada no domingo, 5 de julho, a partir das 11h30 no Parque Christ-Roi (ao lado do antigo 21 Price) no centro de Chicoutimi. Este é um evento aberto a todos e os convidamos a respeitar as precauções de distanciamento físico. Uma refeição (para pegar e levar) será distribuída gratuitamente no local e haverá um mercado livre para que você possa pegar e doar roupas e produtos essenciais.

Fonte: https://ucl-saguenay.blogspot.com/2020/06/marmite-autogeree-la-solidarite-ne-sera.html

Tradução > Estrela

agência de notícias anarquistas-ana

Sombra no mato
passarinho assovia —
avencas ao vento.

Mô Schnepfleitner

Leave a Reply