[Chile] Nada de urnas, se organizar à margem dos partidos e do Estado

Nossa posição é clara, devemos superar a discussão plebiscitária e focar-nos em aprender com as lições do passado para continuar nossa tarefa árdua de analisar concretamente, nos territórios, e com autonomia erguer a organização revolucionária à margem dos partidos, e preparando-nos para o próximo cenário no qual uma vez triunfante a farsa democrática o poder imporá a volta à normalidade e agudizará a repressão de forma seletiva aos que continuem organizando-se nos bairros.

Os combatentes sinceros não legitimarão nem as urnas nem a ilusão que no final justificam a repressão, o assassinato, o encarceramento e a mutilação contra a população.

OS MORADORES/AS DEVEM SE ORGANIZAR À MARGEM DOS PARTIDOS E DO ESTADO PARA SE DEFENDEREM E CONQUISTAR A DIGNIDADE.

5 de outubro à rua pelos presos.

6 de outubro à rua pelo CHAKA e a infância rebelde.

Grupo de Propaganda Revolucionária – La Ruptura.

Tradução > Sol de Abril

agência de notícias anarquistas-ana

Cresci com gorjeios
sobre a jabuticabeira
entre os sabiás.

Urhacy Faustino

Leave a Reply