[Alemanha] 800 anarquistas alemães marcham em Hamburgo para exigir acesso universal e gratuito à vacina

Via Jannis Große

800 anarquistas marcharam pelo centro de Hamburgo para protestar contra o fascismo, capitalismo, repressão e para exigir acesso imediato e gratuito à vacina para todos os residentes da Alemanha, sejam eles cidadãos, refugiados ou migrantes sem documentos. Exigem que o mercado livre não cuide da distribuição e que os ricos não sejam os primeiros a receber a vacina.

>> Mais fotos:

https://protests.media/800-german-anarchists-march-through-hamburg-to-demand-universal-free-access-to-vaccine/

agência de notícias anarquistas-ana

vaga tristeza
vaga lume
vaga só

Alonso Alvarez

3 responses to “[Alemanha] 800 anarquistas alemães marcham em Hamburgo para exigir acesso universal e gratuito à vacina”

  1. Oliveira

    Esses estão tão perdidos quanto a/os pretensoa/os anarca/os daqui: militam com partidária/os esquerdistas; confundem anarquismo com esquerdismo; engolem por tabela o discurso marxista da “ciência redentora”; esquecem as críticas de Bakunin sobre a tendência da ciência ao abuso de poder; não conseguem distinguir medicina de big farmafia; caem como patinha/os na falácia da “imunização” coletiva contra um vírus com uma capacidade de mutação tamanha que não responde “docilmente” a estratégias imunizantes; se prestam a se toranrem promotora/es publica/os dos interesses da criminosa indústria farmacêutica, quando deveriam ser os últimos bastiões da crítica contra essas grandes corporações, pilares do sistema globalizado..

    São do tipo que basta um “sacode” pra já irem abrindo as pernas..

    Ainda bem que, tanto lá quanto cá, ainda há acratas realmente resistentes e coerentes.

    1. Anônimo

      “Abrir as pernas”…o peixe infiltrado morre pela boca…

  2. Martins

    Caro Oliveira, todos os vírus sofrem mutações e devido a sua rápida reprodução suas mutações também são rápidas, quanto mais vírus estiverem circulando maior vai ser a probabilidade de sofrerem mutação, por isso em uma pandemia temos tantas mutações.
    Acontece que nenhuma das mutações do Sars-Cov2 identificadas até agora é resistente a vacina.
    Inclusive a Coronavac por ser feita com o vírus inteiro inativado tem uma chance muito maior contra as mutações do vírus.
    Nós enquanto anarquistas somos pelo racionalismo, sabemos que neste momento quem pode nos guiar com mais segurança é a ciência, então é a ela que devemos ouvir, não o Estado ou os governantes, mas a ciência.
    Deixemos as teorias conspiratórias para a extrema direita.