[Grécia] Cerca de 10.000 anarquistas e antiautoritários protestam no centro de Atenas pelos 13 anos da morte de Alexis Grigoropoulos

Ao longo de 13 anos, o aniversário do assassinato de Alexis Grigoropoulos por um policial foi a ocasião para lembrar que a violência policial não diminuiu, muito pelo contrário.

Na noite passada (06/12), aproximadamente 10.000 anarquistas e antiautoritários se manifestaram no centro de Atenas. A marcha começou ao anoitecer e passou em frente ao Parlamento protegido por um muro da MAT (forças antidistúrbios gregas) por volta das 20h.

Alguns dos manifestantes foram então à Exarchia para visitar o local do crime onde o anarquista de 15 anos caiu em 6 de dezembro de 2008. A polícia começou a agir com rigor, mesmo quando centenas de pessoas se reuniram em frente ao memorial, provocando confrontos a partir das 21h30, com coquetéis molotov contra gás lacrimogêneo, algumas barricadas improvisadas e numerosos incêndios em lixeiras.

A repressão não demorou a interpelar os jornalistas independentes, questionando violentamente os transeuntes sem provas e espancando cegamente dezenas de pessoas. A polícia não hesitou em arrombar as portas dos edifícios para seguir os insubmissos no interior das moradias, sabendo que eles podem fazer qualquer coisa sob o regime cada vez mais autoritário de Kyriakos Mitsotakis e seus facínoras de extrema-direita.

No início da tarde, uma primeira manifestação havia reunido milhares de estudantes do ensino médio e universitário no mesmo trajeto, mas não sem sofrer repressão policial (11 menores foram interpelados, incluindo 3 detidos).

Pensamentos calorosos para aqueles que resistem em outro lugar contra a mesma máquina de dominação. Abaixo a corporação autoritária e seu braço armado!

Yannis Youlountas

blogyy.net

Conteúdo relacionado:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2021/12/07/grecia-manifestacao-em-memoria-de-jovem-anarquista-morto-em-2008-em-atenas-reune-milhares-de-pessoas/

agência de notícias anarquistas-ana

sombras pelo muro:
a borboleta passa
seguindo a anciã…

Rosa Clement

Leave a Reply