[Espanha] CGT condena o massacre do Povo Palestino no 70º aniversário da Nakba

Israel assassina a mais de 50 pessoas, ferindo a outras 2.000, durante um protesto contra a inauguração de uma embaixada estadunidense em Tel Aviv (Jerusalém)

A Confederação Geral do Trabalho (CGT) condenou o assassinato de mais de 50 palestinos e palestinas que se manifestavam em Gaza contra a abertura de uma embaixada dos Estados Unidos em Jerusalém.

Este massacre ocorre precisamente na véspera da comemoração dos 70 anos da Nakba o “Dia da Catástrofe” que recorda a invasão e o genocídio do Povo Palestino por parte de grupos paramilitares sionistas em 1948.

A CGT se somou às numerosas denúncias internacionais que pedem o fim da ocupação da terra dos palestinos e palestinas pelo Estado de Israel, e se une às vozes que exigem da Comunidade Internacional que deixe de olhar para o outro lado enquanto milhares de pessoas perdem a vida na faixa de Gaza e em territórios palestinos ocupados tentando defender-se dos ataques continuados do exército israelense.

A CGT, através de um comunicado, também critica e denuncia “o despotismo mercantilista das políticas estadunidenses” por apoiar estes assassinatos instalando uma nova embaixada em território palestino ocupado.

A CGT considera que o sucedido durante as últimas horas em Gaza é “terrorismo de Estado” exercido por um governo cruel que faz caso omisso das resoluções das Nações Unidas (ONU) que pedem o “cessar-fogo”, e continua bombardeando, destruindo e aniquilando a vida de milhares de palestinos e palestinas que só dispõem de pedras contra balas. Ademais, a CGT afirma em seu comunicado que o Povo Palestino tem poucas opções ante a ocupação de suas terras pela força e sem possibilidade de acordo ou negociação com quem tem o monopólio da força impondo um verdadeiro “terror” a uma população totalmente indefesa.

A CGT continuará lutando pelos direitos civis de todos os povos e se solidariza com todas as vítimas, com aquelas que ficaram feridas após este brutal ataque e com todas as pessoas que estão apoiando e colaborando dia a dia com a resistência palestina na faixa de Gaza e nos demais territórios ocupados da Palestina.

Terça-feira, 15 de maio de 2018

Gabinete de imprensa do Comitê Confederal da CGT

Fonte: http://rojoynegro.info/articulo/sin-fronteras/cgt-condena-la-masacre-del-pueblo-palestino-el-70%C2%BA-aniversario-la-nakba

Tradução > Sol de Abril

Conteúdo relacionado:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2018/04/03/espanha-cgt-condena-o-massacre-de-israel-contra-o-povo-palestino-e-se-soma-a-comemoracao-do-dia-da-terra/

agência de notícias anarquistas-ana

Brisa ligeira
A sombra da glicínia
estremece

Matsuo Bashô

Leave a Reply