Uma mensagem aos anarquistas que votaram

uma-mensagem-aos-anarquistas-que-votaram-1

por Federalista Ácrata

Não se preocupem, e nem coloquem peso sobre seus ombros, a sua carteirinha de anarquista não será cassada. Também não coloque a culpa nos companheiros que não participaram da farsa eleitoral.

É compreensível o medo sentido nestes últimos dias, com o tanto de acontecidos e informações lançadas. É difícil administrar as emoções diante de tanto medo.

Porém, é conveniente ao sistema este medo, tanto de um lado quanto do outro, o medo é a principal estratégia para fazer com que pessoas que não apoiam partidos ou candidatos, se vejam forçadas a tomar um lado com o propósito de se proteger de um mal maior.

Entenda o que todos os anarquistas testemunharam e relataram sobre a construção da democracia representativa, suas ilusões e consequências. Proudhon esteve participando da democracia na França enquanto a chama da Revolução Francesa ainda inspirava a todos. E ele nos relata o quão inútil são as reformas. E por assim seguiu com todos os demais anarquistas até os dias de hoje.

É preciso compreender que aqueles que assumem seus cargos não representam mais a sociedade, mas sim a eles mesmos, e aos que ali o colocaram e assim o mantém. Não, não foi você que colocou ele ali, foram seus aliados políticos e financeiros que estavam fechando acordos bem antes da corrida eleitoral.

Aproveite que agora as eleições se passaram e estude sobre a política, o histórico dos políticos, suas maquinações e frustrações. Estude também o anarquismo e se organize com outros companheiros.

Reforce o movimento sindical revolucionário, atue com economia colaborativa, dê assistência aos oprimidos pelo Estado, faça propaganda da autonomia, busque iniciativas que não colabore com as ferramentas do sistema econômico e político.

O que não pode acontecer é daqui há quatro anos você vir com o mesmo papo de votar em político de esquerda para a direita não ganhar. Se você fez pouco caso nos quatro anos, não é em dois meses que resolverá algum problema social.

Fonte: https://felibertaria.wordpress.com/2018/10/31/uma-mensagem-aos-anarquistas-que-votaram/

Conteúdos relacionados:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2018/10/25/lute-como-um-anarquista-isso-nao-e-um-manifesto/

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2018/10/22/os-e-as-anarquistas-devem-votar-no-haddad-pt-para-barrar-o-fascismo/#comment-17117

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2018/10/19/comunicado-aos-anarquistas-as-eleicoes-e-a-diferenca-entre-principios-e-taticas/

agência de notícias anarquistas-ana

Canta o bem-te-vi
no galho da goiabeira:
mesma saudação!

Ronaldo Bomfim

3 responses to “Uma mensagem aos anarquistas que votaram”

  1. Anônimo

    Cest vrai! Nonostante… vete a la chingada hermanx y no lo hagas mas!!@

  2. allison duarte barbosa

    Vc pode substituir todas as ações políticas de construção do poder popular, da autonomia e responsabilidade coletiva por voto nulo e indiferença.

  3. Ferreirinha

    Uma mensagem a/os anarquistas que votaram:

    Se preocupem, sim!

    A confusão que vocês ajudaram a estabelecer ante a/os simpatizantes do anarquismo, com relação a se o anarquismo é apenas mais um “socialismo” de Estado ou se, mais do que isto, é uma ética anti hierárquica, vai ajudar os partidos de esquerda a arregimentarem mais forças para tentarem “engolir” as organizações de luta popular realmente autônomas e horizontalizadas, como já tentaram fazer agora mesmo, no pós eleição, durante o protesto na USP de antifas não partidários.

    Como diz a sabedoria popular: “Chapéu de otário é marreta!”

    E como já se disse em outro lugar: não confio em ‘anarquistas’ que, ante à ameaça do fascismo branco de levantar a cabeça, correm logo para os braços do fascismo vermelho. Esses ‘anarquistas’, quando o fascismo vermelho estiver perseguindo as organizações ácratas, ficarão igual àquele punhado de membros da CNT que integraram o governo republicano simbólico, sem saberem esboçar a mínima reação, se limitando apenas a fazerem côro com a turma do deixa disso.

    Vê se aprendem com mais esta entre as já centenárias experiências históricas de traições dos autoritários contra os libertários, ou então, assumam logo que no fundo o que vocês querem mesmo é serem governados!