[Espanha] “Fuck fascism, fuck democracy”. Jornadas anarquistas contra o fascismo e a democracia

Palestras e debates anarquistas contra o fascismo e a democracia

Auto-organização autônoma antifascista na Madrid da década de 90 + exposição de cartazes da época

CSOA La Gatonera. C / Valentín Llaguno, 32, <M> OPorto. Sexta-feira, 23 de novembro. 18h. E depois comes e bebes em benefício de projetos anarquistas.

Um olhar sobre as lutas contra o fascismo na capital à margem dos partidos e instituições na Madrid da década de 90. Da defesa das banquinhas [de propaganda de materiais] de Tirso [movimentada via madrilenha], aos primeiros e combativos 20N [20 de novembro, dia da morte do ditador Francisco Franco], passando pela memória dos caídos na luta contra o fascismo, reuniremos as contribuições teóricas e práticas de lutas passadas que podem servir como bússolas nestes tempos que correm, cheios de paralelos com o passado.

Fascismo e democracia: duas faces da mesma moeda

Local Anarquista Motín. C / de Matilde Hernánndez, 47, <M> OPorto / Vista Alegre. Sábado, 24 de novembro. 18h. E depois comes e bebes em benefício de projetos anarquistas.

Fascismo e democracia são apresentados como fórmulas aparentemente opostas de governo, mas compartilham uma característica: o princípio da autoridade. A conclusão da fórmula em que vai se vertebrar as relações de poder entre oprimidos e opressores depende dos interesses das classes dominantes, variando entre um e outro de acordo com as necessidades do capitalismo e do Estado para a sua perpetuação. Uma comparação entre os dois modelos, pretenderá aprofundar a necessidade do combate contra toda autoridade, chama-se fascismo ou democracia.

Debate: Atualidade e ascensão do fascismo. Possibilidades, análise e deficiências da luta contra o fascismo

Ateneo Libertario de Vallekas. C / Párroco dom Emilio Franco, 59, <M> Nueva Numancia ou ônibus 24. Domingo, 25 de novembro. 18h. E depois comes e bebes em benefício de projetos anarquistas.

O antifascismo cumpriu ao longo da história um papel muitas vezes contrarrevolucionário ao antepor a luta contra o fascismo à luta revolucionária contra o sistema de raiz. Estamos muito acostumados a ver como o “antifascismo” tornou-se uma nova correia de transmissão das velhas ideologias marxistas, em uma defesa dos valores democráticos, como a “tolerância”, e a perda da ação direta na rua para as instituições em prol do vitimismo. O ressurgimento do fascismo na Europa e, especificamente, no Estado espanhol, requer uma revisão de estratégias e afiar as armas e as ideias contra um recuperado inimigo que se apoia em um contexto social, político e econômico gerado pelo capitalismo e seu mundo de miséria.

Fonte: https://contramadriz.espivblogs.net/2018/11/16/quot-fuck-fascism-fuck-democracy-quot-jornadas-anarquistas-contra-el-fascismo-y-la-democracia/

Conteúdo relacionado:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2017/03/10/espanha-madrid-nem-fascismo-nem-democracia/

agência de notícias anarquistas-ana

Algo faz barulho —
Cai sozinho, sem ajuda,
O espantalho.

Bonchô

Leave a Reply