[EUA] Taoismo e Anarquismo. Críticas a autonomia do estado na China antiga e moderna, de John A Rapp

Este volume da série de Estudos Anarquistas Contemporâneos se foca nas críticas anti-estatistas na China antiga e moderna e demonstra que a China não tem uma cultura política autoritária incontestada.

Tratando o anarquismo como uma crítica ao poder estatal centralizado, o trabalho primeiro examina o pensamento taoista radical do 4 século BCE ao 9 século CE e compara filósofos e poetas taoistas aos anarquistas ocidentais e pensadores utópicos. A isto se segue uma pesquisa de temas anarquistas no pensamento dissidente da República Popular da China de 1949 aos dias de hoje. Um capítulo de conclusão discute como o anarquismo taoista pode ser aplicado à qualquer crítica radical inspirada no anarquismo hoje.

Este trabalho não apenas desafia as ideias atuais de escopo e natureza da dissidência na China, mas também oferece uma comparação única do anarquismo taoista da China antiga ao anarquismo ocidental. Trazendo textos até então não traduzidos, como o trato anarquista budista do 9 século, o Wunengzi, e ensaios da imprensa PRC, será uma fonte essencial para qualquer pessoa que estude anarquismo, pensamento político chinês, dissidência política e história política.

Daoism and Anarchism: Critiques of State Autonomy in Ancient and Modern China 

Número de páginas: 224

Publicação: Agosto de 2012

Edição: Continuum Publishing Corporation

Tradução > Imprensa Marginal

agência de notícias anarquistas-ana

A caminho da escola
Vejo o ipê florido
Saudades de quem se foi.

Gabrielle Rodrigues Souza – 13 anos

Leave a Reply