[Alemanha] Berlim: Foda-se o Google!!!

Em 27 de julho, algumas pessoas se encontraram em Mitte [bairro mais central em Berlim] para o GehWeg! Face2face Café na calçada para uma caminhada para se expressar contra o Google. Embora o campus do Google em Kreuzberg tenha sido impedido, o Google ainda está expandindo a exploração total de nossas vidas. O seguinte folheto foi distribuído:

Foda-se o Google?

A expansão continua. O aparente sucesso da resistência no bairro agora não é duradouro. Porque, se por enquanto não houver um Google Campus na subestação de Umspannwerk em Kreuzberg, a empresa está ocupada comprando imóveis em Mitte. Após a inauguração quase tímida de seus escritórios na rua Tucholsky. No início de 2019, outro prédio na vizinhança foi comprado. Mais escritórios estarão chegando no Johannishof. Nenhuma “má” start-up ou incubadora. Apenas sua equipe. Em si inofensiva, certo?

Portanto, não é de surpreender que até agora, quase não tenha havido nenhuma conversa pública sobre isso. Para os ativistas de Kreuzberg, Mitte já é terra queimada de qualquer maneira. Os moradores locais dificilmente se sentirão ameaçados de alguma forma, porque o novo bairro é muito gentrificado para isso.

Google simplesmente tentou ganhar uma posição em Kreuzberg, falhou, mas não recuou. Em uma metrópole como Berlim, sempre haverá lugares adequados para se estabelecer.

Mas correr atrás do Google e de suas maquinações não deve se tornar uma tarefa de vida para ninguém. Pelo contrário, deve-se esclarecer com frequência um protesto pode ser limitado à própria vizinhança e há falta de certa flexibilidade e previsão – devemos pensar além de nossas vizinhanças. O tão pequeno interesse em trazer o protesto para Mitte também causa também silêncio das principais ovelhas políticas que apoiam a política de querer o Google em Berlim. Os políticos que até mesmo flertaram com algumas declarações e exigências dos ativistas agora parecem concordar com os planos do Google para a Mitte. Provavelmente, eles não se sentem suficientemente afetados pela falta de pressão do bairro ou não se importam com o que o Google faz. Mas, muito provavelmente, eles não acham os investimentos e a expectativa de impulso econômico de um gigante de tecnologia tão ruim afinal. Na verdade, isso não deveria ser um chamado para mais uma vez dar um vislumbre de esperança na política, pelo contrário! Exatamente esse silêncio em relação aos planos de expansão capitalista mostra muito que estamos muito interessados nesses projetos de política e economia. Afinal, de acordo com a mídia e a política, Berlim deveria se tornar a capital para: Cidade Inteligente, Blockchain, Inteligência Artificial, Indústria 4.0, Internet das Coisas, Start-ups, etc. Alguns também a chamam de “Cidade das Oportunidades”. Seria, portanto, idiota prescindir de um dos grandes atores do setor de tecnologia.

Assim, políticos não podem e não farão muito para mudar fundamentalmente nossa convivência. Tudo continuará em um curso regulamentado. O que a política tem é o poder político para tomar decisões, o que empresas como o Google têm é o capital que a política almeja. Porque o capital é poder. É claro que toda a estrutura que mantém a nossa realidade é muito mais complexa. Mas basicamente funciona assim. A questão é como romper com isso. Como organizar a convivência de maneira diferente? Como eliminar o capitalismo de nossas cabeças e como o Google & Co tirou o poder de qualquer forma de poder e governo. Como moldar uma sociedade sem hierarquias. É disso que se trata a luta contra o Google.

Foda-se o Google! Foda-se o capitalismo, os políticos e todos os estados!

Tradução > keka

agência de notícias anarquistas-ana

tem cautela;
ajuda o sol
com uma vela

Millôr Fernandes

Leave a Reply