[Itália] Incêndio Criminoso na Escola da Polícia Local

Está na hora de deixar a imagem romântica do “ghisa” dirigindo o trafico. Há anos, os “localini” têm quase os mesmos poderes que as outras forças repressivas, patrulhando o território e fazendo investigações e prisões.

Por esse motivo, na noite entre os dias 22 e 23 de janeiro, incendiamos as viaturas da polícia municipal dentro de sua escola em Milão, localizada na rua Boeri, danificando parcialmente algumas estruturas internas.  Ações como esta mostram como ainda é possível atacar o poder, apesar dos meios de controle tecnológicos cada vez mais e mais avançados e numerosos e uma patrulha asfixiante das cidades. As forças armadas e os guardiões da ordem não são objetivos simbólicos, mas construtores concretos e diários de um sistema mortal baseado na exploração e no extermínio sistemático daqueles que ficaram por último.

Seu exercício zeloso de autoridade consiste em impor aos indivíduos o respeito pelas leis desejadas pelos poderosos.  Essa escolha desprezível não pode permanecer sem consequências, e perturbar a sua tranquilidade é o que deve ser feito.

Ao atuar hoje, nossos pensamentos vão para todos os camaradas anarquistas e antiautoritários presos em prisões em todo o mundo e para aqueles que, perseguidos pela força pública, escolheram e tem escolhido se esconder. Para eles vão nossa solidariedade, mas mais do que isso, nosso apoio ativo.

Suas lutas são nossas lutas, suas ações são nossas ações.

Pela revolta e anarquia.

[Nota: A polícia local é basicamente a polícia municipal, presente em quase todas as cidades e municípios italianos. “Ghisa” (“ferro fundido”) e “localini” são dois apelidos para policiais locais em Milão. A força policial local (ou municipal) não deve ser confundida com a polícia estadual (subordinada ao departamento de segurança pública do Ministério do Interior) e os Carabinieri (subordinado ao Ministério da Defesa)]

Fonte: https://insuscettibilediravvedimento.noblogs.org/post/2020/01/30/it-en-milano-italia-attacco-incendiario-contro-la-scuola-della-polizia-locale-23-01-2020/

Tradução > Brulego

agência de notícias anarquistas-ana

Esta é a mão
que às vezes tocava
tua cabeleira.

Jorge Luis Borges

Leave a Reply