[EUA] Bob Erler, Rip

Robert John Erler, III, com 82 anos, morreu em 26 de março de 2020, num estabelecimento de vida assistida em White Plains, Nova York. Era membro de longa data do Círculo Anarquista do Atlântico e organizador dos Fóruns Anarquistas mensais do Clube do Livro Libertário de Nova York. Aqueles e aquelas de nós que fazíamos parte da comunidade anarquista de Nova York nos anos 80, 90 e 00 sempre nos lembraremos do calor, do compromisso e do trabalho do Bob.

Bob Erler, nascido em 28 de dezembro de 1937, em Baltimore, Maryland, passou a maior parte da sua infância em Nutley, New Jersey, onde ele e os seus pais moravam numa seção de uma casa com várias unidades que pertencia ao seu avô materno. Além dos seus avós, outros membros da família que moravam na propriedade incluíam um tio, uma tia e primos. Os filmes caseiros mostram cenas de cães, galinhas e crianças correndo e adultos preparando feijão verde.

Bob frequentou a Universidade de Notre Dame (Indiana), onde obteve um Bacharelado em Filosofia (com trabalhos em Matemática) em 1960 e um Mestrado em Filosofia (com interesse especial em Fenomenologia e Filosofia Social) em 1966. Foi como estudante em Notre Dame (ND) que conheceu Mary Carpenter (enquanto ela era estudante na instituição irmã de ND, St. Mary’s College); ele e ela casaram-se em 1963. Mudaram-se para Austin, Texas, em 1966, onde Bob se matriculou na Universidade do Texas e obteve um mestrado em Ciência Bibliotecária em 1975. Em 1981, os Erlers mudaram-se para o Bronx, New York. Bob passou as décadas seguintes como bibliotecário acadêmico de várias instituições da área, incluindo: o College of New Rochelle, o Manhattan College, a Universidade William Paterson de New Jersey (anteriormente William Paterson College de New Jersey), a Long Island University e o Metropolitan College of New York (anteriormente Audrey Cohen College).

As influências de Bob incluíram o Dr. Willis D. Nutting (professor e co-fundador do Programa de Estudos Liberais da ND), The Green Revolution (um livro de Mildred J. Loomis) e programas de entrevistas na televisão. Ao longo de sua vida, ele agiu sobre essas influências escrevendo e organizando experiências educacionais, grupos de discussão e eventos ativistas, incluindo: co-organizando a Greenbriar School (Texas) e contribuindo para “The Rag”, o Austin’s Underground Newspaper na década de 1960. Ele também escreveu “Um Guia para o Talk na Televisão” para o livro Television Talk, Uma História do Programa de TV, por Bernard M. Timberg (2002) e compilou uma bibliografia do livreto intitulada “Anarchist Booklist”, publicada pelo Libertarian Book Club de Nova York em 1993.

Bob é precedido na morte por seus pais: Robert John Erler Jr. e Wanda (Judycki) Erler e deixa a sua esposa (Mary) e filhos (Susannah e John). O local de repouso final de Bob é no jazigo da família em Bloomfield, NJ, que o seu avô obteve em 1921. Em vez de flores: Bob gostaria que as e os seus amigos honrassem a sua memória gastando fundos com as coisas necessárias durante esta pandemia. Se você deseja considerar apoiar algumas das causas que Bob apoiou e / ou divulgou, elas incluem: Organizações sem fins lucrativos de Trabalhadores Católicos que ajudam quem tem necessidade, projetos de jornalismo alternativo e transmissão pública.

Fonte: https://anarchistnews.org/content/bob-erler-rip

Tradução > Ananás

agência de notícias anarquistas-ana

Imóvel,
o barco.
No entanto, viaja.

Yeda Prates Bernis

Leave a Reply