[São Paulo-SP] Grupo de estudos anarquismos, feminismos e masculinidades

06 de fevereiro de 2021, sábado, às 16h – encontro online c/ intérprete de Libras

Leitura para discussão: “Um vírus que desvela as entranhas do capital”

Texto de Filipe Moraes, disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/estudoslibertarios/article/view/34523

Leitura complementar: “Federalismo, ajuda mútua e as lições libertárias em tempos de pandemia”

Texto de Guilherme de Santana e Hannah Cavalcanti, disponível em:  https://revistas.ufrj.br/index.php/estudoslibertarios/article/view/34116

Como Participar?

Após uma pausa nas atividades do grupo de estudos devido ao distanciamento que nos foi imposto pela pandemia da Covid-19, nós iremos retornar aos encontros de forma virtual, via plataforma do Google Meets. O link para o encontro de fevereiro é https://meet.google.com/suf-xqhh-rym. Não é necessário realizar inscrição. Os encontros do grupo são gratuitos e abertos para todas as pessoas interessadas. Basta ler os textos indicados e acessar o link no dia e horário do encontro para debatermos as ideias. Teremos uma intérprete de Libras.

Histórico

Grupo de Estudos sobre Anarquismos, Feminismos e Masculinidades é uma iniciativa do Centro de Cultura Social (CCS) de São Paulo.

O Centro de Cultura Social de São Paulo foi fundado em 14 de janeiro de 1933 como remanescente das entidades culturais criadas pelo movimento anarco-sindicalista e libertário nas primeiras décadas do século XX e tem por finalidade estimular, apoiar e promover nos meios populares, o estudo dos problemas sociais, bem como pretende desenvolver o espírito de solidariedade, se opondo a todas as formas de opressão e de exploração que prejudicam as liberdades individuais e coletivas.

Objetivos

O Grupo tem o objetivo de estudar, refletir e debater textos sobre mulheres anarquistas ao longo da história e suas relações com a luta pela igualdade de gênero e libertação humana de toda forma de opressão.

A proposta do Grupo é dar visibilidade, principalmente, para as mulheres anarquistas, que foram esquecidas, tanto pela História oficial quanto pelos movimentos de esquerda. Dessa forma, pretendemos dar voz e vida a essas mulheres guerreiras, muito a frente de seu tempo, assim como a um movimento filosófico-político-econômico-social que sofreu dos dois lados da trincheira e sofreu um apagamento propositado para tentarem ocultar a ideia e a história revolucionária da humanidade.

Tanto a filosofia, quanto a prática do grupo estão orientadas pelos princípios do anarquismo, ou seja, autogestão, autonomia, cooperação, solidariedade, liberdade, igualdade, responsabilidade, anticapitalismo e não partidarismo.

Metodologia

Os encontros são abertos e contínuos. Então, pode participar de um ou de todos os encontros, mas não há obrigação, até porque não é um programa fechado, mas uma proposta flexível e em permanente construção cooperativa e autogestionária, que preza pela autonomia e participação das pessoas, incentivando, preservando e fortalecendo a liberdade e a igualdade.

As atividades do Grupo são divulgadas pela página do Facebook e site do Centro de Cultura Social de São Paulo, bem como para as pessoas participantes, possuímos um grupo de Whatsapp para a divulgação de informações das atividades e outros assuntos relacionados.

Os textos são definidos pelas pessoas organizadoras, juntamente e/ou acolhendo sugestões de textos das demais pessoas participantes. Os textos selecionados estão sempre disponíveis online, os links são compartilhados via convite e divulgação nas redes sociais a fim de que seja efetiva a leitura, anotações e reflexões pessoais antes do próximo encontro.

Centro de Cultura Social (CCS)

E-mail: ccssp@ccssp.com.br

Site: www.ccssp.com.br

Facebook: www.facebook.com/CCSSP33

Instagram: @centro_de_cultura_social

FB: https://www.facebook.com/events/126830092613240/

agência de notícias anarquistas-ana

brilha o grampo
ou ela tem no cabelo
um pirilampo?

Carlos Seabra

Leave a Reply