[Espanha] Acampamento Libertário para a Ocupação de Espaços Autogeridos

CAMPO DE CONVIVÊNCIA LIBERTÁRIA, 17 A 26 DE SETEMBRO

Porque juntos nos sentimos fortes, grandes e queremos ser livres e rebeldes.

Acreditamos que podemos fazer uma realidade diferente onde todos vivem à vontade e não temos medo de ser o mínimo, aqueles que não cumprem as regras, porque sentimos que somos mais e que a união nos fortalece, desde o C.S.O.A. La Algarroba Negra, em Badajoz, o convidamos a compartilhar uma convivência livre e autogerida no CAMPO DE CONVIVÊNCIA LIBERTÁRIA, de 17 a 26 de setembro.

Convidamos todos aqueles que sentem que juntos podemos fortalecer as ideias de vida livre, a reivindicação da okupação não apenas como moradia, mas como centro social, espaços onde podemos praticar a criação de outro mundo, um mundo onde tudo é para todos, espaços para encontrar, compartilhar, debater, sonhar e, sobretudo, viver, para criar esse espaço onde podemos desenvolver estratégias em grupos e lutar pela igualdade.

Você já se perguntou sobre a “violência passiva” à qual nos submetemos de forma autônoma quando deixamos de experimentar recursos para a criação do mundo onde gostaríamos de estar?

Estamos no presente e esperamos que esta convivência em La Algarroba Negra seja um impulso para todos nós no sentido da transformação para um mundo melhor, mais justo e equitativo, onde os valores da justiça social venham antes do individualismo da propriedade privada.

A okupação de espaços abandonados para dar origem a espaços sociais coletivos ou para dar abrigo a indivíduos é um ato legítimo diante da necessidade de espaços e recursos para que possamos viver e nos desenvolver e diante da infinidade de espaços, materiais e recursos desperdiçados pelo sistema capitalista que gera desigualdade e desperdício para onde quer que vá.

Não faz sentido criminalizar e deixar sem esses espaços pessoas que têm necessidades e dar preferência a entidades privadas, neste caso a Sareb com a intenção de especular, murar e deixar abandonados, espaços que poderiam ter um uso social.

Do centro social okupado e autogerido onde estamos, acreditamos que não há razões legítimas para obedecer a um governo e suas leis injustas, nossa consciência nos ordena primeiro a sermos livres e responsáveis, não sujeitos.

Uma propriedade ocupada, propriedade da Sareb (Sociedade de ativos da reestruturação bancária, fundos de ativos tóxicos financiados pelo Estado que detém 45,9% e por bancos privados, companhias de seguros, imóveis e eletricidade, têm mais de 50.000 propriedades com as quais obtêm grandes benefícios econômicos e são amplamente responsáveis pela situação econômico-político-social atual e futura, e, me diga você, como acha que será?).

Em Badajoz no C.S.O.A. La Algarroba Negra decidimos acompanhar os camaradas que usam o espaço aleatoriamente acusados de usurpação, okupamos o nosso tempo, okupamos o C.S.O.A. para realizar algo em que acreditamos, uma coexistência libertária, autogerida e solidária.

O objetivo do acampamento é recuperar o uso de espaços autônomos e autogeridos, promover relações intergeracionais e igualitárias e gerar interações sociais a nível local e peninsular.

>> Mais informações: https://www.algranoextremadura.org/csoa-la-algarroba-negra/acampada-libertaria

Tradução > Liberto

Conteúdo relacionado:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2021/08/17/espanha-perigo-iminente-de-despejo-do-csoa-la-algarroba-negra-em-badajoz/

agência de notícias anarquistas-ana

o rio ondulando
a figueira frondosa
no espelho da água.

Alaor Chaves

Leave a Reply