[Itália] Matteo Guarnaccia nos deixou

Perdemos um amigo próximo que sempre trabalhou generosamente com as realidades contraculturais do movimento.

Perdemos um companheiro libertário disposto a colaborar em vários níveis com a F.A.I. Reggiana e com a Cucine del Popolo criando alguns cartazes extraordinários.

Participou com paixão em muitas das nossas iniciativas apresentando os seus livros dedicados à contracultura. Foram inúmeros os compromissos que construímos juntos a começar pelo festival dedicado ao “Verão da Contracultura” organizado em 2007.

Nossos encontros variavam de acontecimentos e xamãs, provos e gnomos, bicicletas brancas e sonhos molhados, ervas exóticas e carícias psicodélicas… e muito mais.

Matteo foi uma figura de referência fundamental da arte visionária contemporânea, um dos representantes mais significativos do movimento underground dos anos 70, um dos poucos artistas que demonstrou uma capacidade indiscutível de saber atualizar o imaginário psicodélico, criando ícones que sintetizam os aspectos mais essenciais de uma mitologia visionária.

Sua jornada humana e artística investigou três décadas de explorações no campo da poesia, liberdade e amor.

Ativo no mundo do design, música e moda. Foi escritor, pintor, historiador, performer, uma verdadeira autoridade criativa e libertária, autor de vários livros fundamentais sobre história da arte, figurino e contracultura.

Queremos lembrá-lo com seu esplêndido cartaz criado para o XXVI Congresso da Federação Anarquista Italiana realizado em Reggio Emilia em 2008.

Olá Matteo! Sempre levaremos vocês em nossos corações.

CUCINE DEL POPOLO – F.A.I. REGGIANA

Reggio Emilia, 15/05/2022

Tradução > GTR@Leibowitz__

agência de notícias anarquistas-ana

na noite, o vento
vindo cheiroso de ver
madressilvas.

Alaor Chaves

 

Leave a Reply