[Mianmar] Só o povo salva o povo: “Sa Ba Street Food Tours”

“Sa Ba Street Food Tours” tem doado alimentos para a comunidade mal servida do centro de Yangon, juntamente com voluntários do Food Not Bombs Mianmar. Com as contribuições de simpatizantes aqui e ali, os voluntários pagam aos vendedores ambulantes de comida de rua para cozinhar. A comida é então doada para as pessoas que dela precisam.

Tivemos a chance de entrevistar Marc Shortt, fundador da “Sa Ba”, sobre o trabalho deles.

Desde quando vocês estão doando comida para as comunidades mal servidas?

Começamos pela primeira vez no domingo e iremos fazer isso várias vezes por semana, desde que tenhamos doações e voluntários.

Vocês já estiveram em quantos municípios?

Por enquanto, estamos nos concentrando no centro da cidade, porque é aí que normalmente realizamos nossos passeios gastronômicos e conhecemos bem essas áreas.

Com quem vocês trabalham para doar comida?

Estamos coletando doações para pagar vendedores ambulantes para cozinhar 100 porções e, juntamente com frutas e água, distribuímos gratuitamente para as pessoas que precisam. Pagamos entregadores de ciclo-riquixá para levar ao redor. A organização Food Not Bombs tem experiência na distribuição de alimentos para os necessitados, por isso estamos colaborando com eles. Somos todos voluntários fazendo isso. Algumas empresas como a Zero Plastic nos forneceram embalagens de alimentos gratuitamente.

Alguma história interessante na rua que você gostaria de compartilhar? Pode ser sobre pessoas que você viu durante passeios de doação, vendedores de comida de rua ou voluntários.

Algumas pessoas disseram que talvez não encontrássemos 100 pessoas no centro da cidade que precisassem de uma doação de alimentos. Porém, infelizmente, eles eram muito fáceis de encontrar. Muitas crianças sem-teto tinham que encontrar comida no lixo, era difícil de ver tudo. Mas também estamos muito felizes em ver a alegria em seus rostos quando receberam uma refeição. Queremos que eles saibam que não foram esquecidos durante esses tempos loucos.

Como está o “Sa Ba” durante essa pandemia?

Nossas excursões regulares e aulas de culinária estão suspensas por enquanto até a recuperação do turismo. Agora é hora de trabalharmos juntos e focarmos para que todos os nossos negócios e comunidades possam atravessar o outro lado do Covid-19, emergir mais forte, mais gentil e receber turistas de volta a uma nova Yangon.

Planos para o futuro?

Ansioso para voltar ao normal, mas também esperando que, mesmo após o Covid-19, esse projeto possa continuar a apoiar os vulneráveis com alimentos.

Você pode doar aqui: https://www.sabastreetfoodtours.com/donate-and-feed

Só o povo salva o povo é uma série contínua sobre os indivíduos e organizações que estão fazendo o possível para facilitar a vida de todos durante esse período de teste. Fique atento para mais!

Tradução > A. Padalecki

Conteúdos relacionados:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2020/05/19/mianmar-movimento-food-not-bombs-para-pessoas-necessitadas/

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2020/05/15/mianmar-movimento-food-not-bombs-distribui-alimentos-e-outros-itens-no-distrito-de-dagon-seikkan/

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2020/05/12/mianmar-movimento-food-not-bombs-distribui-sacos-de-arroz-no-distrito-de-dala/

agência de notícias anarquistas-ana

na praia a sereia
anseia que a onda
a salve da areia

Eugénia Tabosa

Leave a Reply