[Chile] Chuchunco City: Boletim da Asamblea Libertaria Chuchunco #1, Julho 2020

Editorial: A luta a levamos todos

Sem sombra de dúvida foram tempos difíceis. A primeira das mentiras deste governo: virão tempos melhores. Para os empresários, os políticos e os donos deste país, está claro. Para quem tem que ganhar o pão dia a dia, para quem não maneja os meios de produção, para quem deve vender sua força de trabalho a troco de dinheiro, a vida se torna cada vez mais difícil dentro deste sistema que cai aos pedaços. A revolta de 18 de outubro é uma mostra clara desta deterioração: a necessidade, a raiva, e um sem fim de contradições nos fez sair à rua para tomarmos tudo, para recuperar alimentos, armar barricadas, enfrentarmos a polícia, resistir e para nos cuidarmos entre companheires e vizinhos. Porque já basta. Que acham? Até quando nos roubam? Até quando vamos viver assim?

Nestes dias voltamos a encontrar a solidariedade, o apoio mútuo, a ação direta e a horizontalidade como ações e valores que estavam perdidos nesta sociedade. E como não, se o capitalismo a única coisa que quer é ter-nos isolados, cada um com sua vida como se as demais não importassem? A comunidade volta a aparecer ali onde se acreditava perdida, ali onde só existia separação e indiferença, ali onde nossas relações sociais eram só relações mercantis. Existe vida fora do capitalismo?

O aparecimento do Covid-19 e a quarentena em nosso território não conseguiu apagar a solidariedade nem fomentar o individualismo. Muito ao contrário. Ante a negligência do governo e suas nulas políticas para nos cuidar, foram as e os moradores que através da ação direta solucionaram seus próprios problemas sem necessidade do Estado. Isto nos faz perguntarmos: É necessário o Estado em nossas vidas? Que tanto bem nos faz?

Estas e outras perguntas não estão resolvidas, aparecem e nos inquietam, assim como também inquietaram a diversos companheires que faz muitos anos (inclusive séculos) lutaram contra qualquer forma de autoridade. O presente no qual nos encontramos é de luta, e só através da luta encontraremos as respostas, recuperaremos nossa vida, nossa comunidade e nossa verdadeira liberdade.

Este pequeno boletim nasce desde um grupo de companheires da comuna que propagam e reivindicam as ideias anarquistas, entendendo que a anarquia existe aqui e agora em todas as belas ações que o povo realizou desde 18 de outubro até esta data. Este boletim nasce desde o território para o território de maneira autogestionada, autônoma, fora do Estado e da municipalidade, e busca ser um meio de livre circulação onde nos encontramos e nos comunicamos através da palavra e dos desenhos.

Neste primeiro número do boletim acrescentamos reflexões em torno da pandemia seguida do contexto de revolta, história de Chuchunco, importância e objetivos da organização em assembleia, infografia sobre soberania alimentar, poemas e finalmente, desenhos de um companheiro preso da revolta.

O convite está aberto. Quem quiser participar desta iniciativa pode fazê-lo com total liberdade! A luta a fazemos todos.

Sem nada mais a acrescentar, os convidamos à leitura e difusão deste pequeno gesto de amor, resistência e liberdade.

Asamblea Libertaria Chuchunco

Valle del Mapocho

Outono, 2020

>> Para ler-baixar o boletim, clique aqui:

https://lapeste.org/wp-content/uploads/2020/07/boletin_01_alch_web.pdf

Tradução > Sol de Abril

agência de notícias anarquistas-ana

aquecer as mãos
requentar as noites
esquecer os dias

Goulart Gomes

Leave a Reply