[Equador] Confirmam a morte de três pessoas durante a repressão policial

Vários organismos denunciam a violência com que a polícia reprime os manifestantes.

A Confederação de Nacionalidades Indígenas do Equador (Conaie) confirmou nesta quinta-feira (10/10) a morte de vários manifestantes após as ações repressivas do governo de Lenín Moreno.

As informações foram divulgadas pela maior organização indígena do país e, ao mesmo tempo, garantem que, nos próximos dias, eles apresentarão um relatório completo com os nomes de todos os mortos nos protestos.

O organismo comprometeu-se a tratar com organizações de direitos humanos os processos necessários para evitar a impunidade por essas mortes.

Marco Oto, de 26 anos, foi um dos primeiros mortos, na terça-feira, depois de ter caído com outras duas pessoas da Ponte San Roque, no centro histórico de Quito, quando a polícia reprimiu com gás lacrimogêneo. A família do jovem confirmou a morte assim como a Polícia Nacional, após uma declaração de organizações de direitos humanos.

Até agora, apenas o nome de uma das três mortes durante a repressão é conhecido. Um relatório publicado pela Defensoria do Povo faz referência que até agora existem 485 pessoas detidas como parte do “aumento sistemático da espiral de violência, bem como do uso excessivo da força pela Polícia Nacional e pelas Forças Armadas”.

Conteúdos relacionados:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2019/10/08/equador-cancela-aulas-producao-de-petroleo-e-muda-sede-do-governo/

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2019/10/08/milhares-de-indigenas-marcham-para-capital-do-equador-em-protesto-por-alta-de-combustivel/

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2019/10/07/por-favor-ajude-nos-a-que-o-mundo-saiba-o-que-acontece-no-equador/

agência de notícias anarquistas-ana

galho partido
depois da tempestade
caminho de formigas

Alexandre Brito

Leave a Reply