[Chile] Comunicado de agitação pelo 18 de Outubro – a revolta não se detêm até a liberação total

Como OAF (Órgão Anarco Feminista Santiago) nos unimos no primeiro aniversário do fato histórico no qual a classe, cansada de sua condição de consumidora, de cidadã, de explorada, começou um processo de ocupação das ruas para plasmar bandeiras que durante décadas foram levantadas sem encontrar resposta das instituições e elites dominantes. Porque desde esses lugares só encontraremos defesa da propriedade privada, defesa da burguesia, e terrorismo de Estado. A classe começou um lento processo de despertar que não podemos abandonar, nem reduzir. Ficam muitos sonhos dos quais despertar e que nos impôs o capitalismo, mas, sem dúvida, não deixaremos de aplaudir os esforços de emancipação da classe, e de lamentar os custos da violência estatal. É por isto, e por muitos motivos mais, que nosso chamado sempre é à organização e à ação, e a não abandonar o processo coletivo de despertar da exploração para poder construir uma sociedade melhor. Sem um plebiscito que legitime a quem nos oprime, e com a guerra de classes viva não só para vingar aos que estão presos e desaparecidos, mas construindo a sociedade nova em cada espaço para destituir os poderes convencionais.

O 18 de Outubro não aconteceu em vão, seguimos na luta em todos os níveis por uma sociedade mais justa e igualitária.

Até que caia o último bastião da exploração de classe!

Até o comunismo libertário!

Órgão Anarco Feminista Santiago

Tradução > Sol de Abril

Conteúdos relacionados:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2020/10/16/chile-protestos-na-puente-alto-em-santiago/

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2020/10/13/chile-a-um-ano-do-inicio-da-revolta/

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2020/10/02/chile-a-1-ano-da-revolta-todos-a-rua/

agência de notícias anarquistas-ana

Estrada de pó
A casa pobre
Desabrocha em flores

Camila Jabur

Leave a Reply